[resenha] Eu sou o mensageiro por Markus Zusak

Eu Sou O Mensageiro
5 estrelas - Preferido.

Eu Sou o Mensageiro por Markus Zusak
Editora: Instrínseca
Páginas: 318
Comprar: Submarino
ISBN: 9788598078298


Sinopse:

Ed Kennedy leva uma vida medíocre, sem arroubos. Trabalha, joga cartas com cúmplices do tédio, apaixona-se por uma amiga que dorme com todos os vizinhos do subúrbio e divide apartamento com um cão velho. O pai alcoólatra morreu há pouco; a mãe parece desprezá-lo.
Certo dia, ele impede um assalto a banco e é celebrizado pela mídia. O ato heróico tem conseqüência. Logo depois, Ed recebe enigmáticas cartas de baralho pelo correio: uma seqüência de ases de ouros, paus, espadas, copas, cada qual contendo uma série de endereços ou charadas a serem decifradas. Após certa hesitação, rende-se ao desafio. Misteriosamente levado ao encontro de pessoas em dificuldades, devassa dramas íntimos que podem ser resolvidos por ele. Uma mulher é estuprada diariamente pelo marido, enquanto uma senhora de 82 anos afoga-se em solidão, à espera do companheiro, morto há mais de meio século.
A ele parece caber o papel do eleito, do salvador. Convencido disso, segue instruções e se perde entre ficções de estranhos e sua própria, embaçada, realidade. A certa altura pergunta-se: "Eu sou real?" Markus Zusak cria um personagem comovente capaz de confrontar o mistério e, por meio da solidariedade, empreender um épico que o levará ao centro de sua própria existência. 

Conhecemos Ed em meio a um assalto a banco. Ele estava deitado no chão, assim como todos os outros clientes, discutindo com o seu amigo Marvin sobre o pedaço de lata velha que Marvin chama de carro. Nenhum dos dois se importa muito com a presença do bandido, pelo contrário, reclamam sobre a demora do cara em terminar logo o serviço.  A situação muda quando o assaltante, que é um mané, se assusta com a presença de policiais do lado de fora – que estavam dando esporro em alguém que parou em fila dupla – e decide fugir com o carro do Marvin.


"Ed Kennedy. Dezenove anos. Um perdedor."

Na corrida até o carro o bandido derruba a arma e, em meio ao desespero, decide continuar sem ela. Não demora muito até o coitado descobrir que o carro é uma porcaria que se recusa a dar partida. E é aí que Ed resolve entrar em ação, por algum motivo que nem ele mesmo sabe qual é. Pegando a arma do chão, Ed começa a atirar contra o carro (para o desespero de Marvin) e atrai a atenção dos policiais. O bandido foi preso. Ed virou herói por um dia. Não seria exagero dizer que esse foi o feito mais importante em todos os seus 19 anos de existência. Saiu até no jornal!

Ed tem uma vida normal, talvez normal até demais. É taxista em uma cidadezinha de periferia, não tem nenhuma grande expectativa ou planos para o futuro. O que ele tem é a amizade de outros três perdedores: Marvin, Ritchie e Audrey, por quem nutre um sentimento especial. E, claro, o Porteiro, um cachorro fedorento de 17 anos que gosta de ficar sentado na entrada da casa. 


"Seu emprego: taxista. Sua filiação: um pai morto pela birita e uma mãe amarga, ranzinza. Sua companhia constante: um cachorro fedorento e um punhado de amigos fracassados."

Quando a primeira carta chega pelo correio, Ed não faz ideia de qual seria o seu significado, ou quem teria mandado. Porque essa não é uma carta comum. É uma carta de baralho. Um ás de ouros com três endereços escritos, cada um com um horário estipulado. Ao visitar o primeiro endereço, Ed encontra um bêbado abusando e batendo na esposa enquanto uma garotinha chorava na varanda. Os outros dois endereços também reservavam histórias de partir o coração. Ed interfere em cada uma delas, alterando a vida de desconhecidos e sendo tocado por cada mudança feita. Tendo completado os três endereços Ed recebe outra carta, e assim sucessivamente até ter em mãos os quatro ases. No final da jornada, Ed recebe uma última missão que vai mudar sua vida para sempre. 


"Sua missão: algo de muito importante, com o potencial de mudar algumas vidas. Por quê? Determinado por quem? Isso nem ele sabe."

Acredito que esse livro merece muito mais do que 5 estrelas. Já perdi a conta de quantas vezes li e reli, sempre me emocionando com a mensagem e o mensageiro. A escrita de Markus Zusak é apaixonante. Crua, profunda, impactante. Sem firulas nem meias palavras. Esse é um autor que consegue capturar a complexidade de cada ato, por mais banal que pareça, deixando explícito - e implícito - que nós, queiramos ou não, somos todos mensageiros. 


22 comentários:

  1. Fico tão feliz quando vejo alguém citando Markus Zusak, adoro tudo o que ele escreve e é um dos meus autores favoritos, deu uma baita saudade deste livro agora...

    beijo, Vanessa - Blog do Balaio
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Já tinha ouvido falar deste livro mas ainda não li pelo jeito deve ser um livro bem emocionante,espero um dia conhece-lo.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu amei esse livro também, comprei achando que teria uma narrativa parecida com A menina que roubava livros, mas me enganei completamente, e nem por isso me decepcionei, me apaixonei pelos personagens inclusive pelo cachorro. Esse livro me trouxe muitas lições, e o final achei perfeito.

    ResponderExcluir
  4. Tanta gente fala dos livros do Zusak que fico até constrangida de falar que nunca li nenhum ;x
    Vontade não me falta, o que me falta é tempo! hahaha
    Mas sério, um dia vou ler e espero gostar tanto quanto você :)
    Gostei da resenha.
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha!
    Li A menina que roubava livros e Eu sou o mensageiro e me apaixonei pela escrita e sensibilidade do Zusak. Acho que Eu sou o mensageiro passa uma mensagem muito bonita de que podemos mudar a vida de outras pessoas nos importando com elas e fazendo boas ações ^^

    ResponderExcluir
  6. Já tinha visto esse livro muitas vezes, mas nunca me interessei por ele. Na verdade, nunca tive disposição de ler a sinopse para saber o que o livro trazia. Que tolice hãn? E agora eu percebo o quanto esse livro pode mexer comigo, e o quanto eu necessito dele. Com certeza, já está na minha lista de desejados, e espero tê-lo em mãos logo!

    ResponderExcluir
  7. ainda não li livros desse autot, mas me parece ser bem engraçado. Ja pensei comprar, mas a capa não me deixava curiosa

    ResponderExcluir
  8. Uau... fiquei toda arrepiada aqui O.o
    Deve mesmo ser um livro lindo, com certeza vou lê-lo o quanto antes. Adoro livros impactantes assim e esse mexeu muito comigo só pela sua resenha. Já está na minha listinha, mas vou passar ele na frente dos outros, preciso ler ele logo kkk
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Sempre ouço/leio maravilhas sobre a escrita de Markus Zusak e que seus livros são ótimos. E após tantas criticas positivas li "A menina que roubava livros" e me encantei completamente pelo livro e pelo autor.
    Agora fiquei com uma enorme vontade de ler "Eu sou o mensageiro".

    ResponderExcluir
  10. Juro que fiquei com medo, kkkkk acredito que seja uma história muito boa pois, se sua resenha me deixou intrigada desse jeito, imagina com o livro mesmo! Fiquei com medo pelo personagem principal, desde a hora no banco e até na hora em ue ele recebe a carta. Estou muito curiosa, uero saber no que isso vai dar.

    ResponderExcluir
  11. Autor novo, livro novo, pela essa resenha (Que foi maravilhosa), descobrir mais uma aventura recheada de mistérios, dramas, ufaaa muita coisa, em um só livro, se tivesse 10 estrelas eu colocaria, pois ainda não li, mas estou com água na boca, que livro impressionante, gostei...

    ResponderExcluir
  12. Já li muitos comentários positivos sobre o autor e tenho muita vontade de ler alguma obra dele. Adorei o enredo do livro, é bem diferente de tudo que já vi.
    Vou incluí-lo na minha meta desse ano.

    ResponderExcluir
  13. Apesar de ter esse livro há uns três anos, apenas no início desse ano foi que eu o li. E posso dizer, com certeza foi uma das melhores leitura que eu fiz em 2013! Mas isso já era de se esperar, já que Markus simplesmente acabou comigo com "A Menina que Roubava Livros" e eu meio que esperava que isso ocorresse com "Eu Sou o Mensageiro". Além disso, apesar de gostar mais do primeiro que citei, esse livro traz mensagens tão lindas que é impossível não se comover com a jornada de Ed e perceber que nós também podemos ser mensageiros do bem na vida das pessoas que nos rodeiam e que para isso só basta um pouco de esforço e força de vontade. Com certeza, um livro para ser lido e relido.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Nossa não esperava isso tudo do livro, e fiquei muito empolgada para le lo agora, e também acho que todos nos temos um proposito, o livro parece ser muito lindo, ja foi para minha lista, beijos.

    ResponderExcluir
  15. O mais bacana pra mim em ler esse livro, foi que li assim que terminei "A menina que roubava livros" e o contraste das histórias me deixou encantada.
    Zusak é um autor completo pra mim por saber construir coisas tão diferentes e igualmente emocionantes.

    Beijos
    www.leitoraincomum.com

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bom?
    Adorei a resenha, vc me deixo com gostinho de quero mas, o livro parecer ser muito bom mesmo!!
    Território das garotas
    @territoriodg
    Bjss *-*
    Passa lá no blog?
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Show a resenha!
    Me inscrevi pra ler esse livro em meu grupo de leitura e não vejo a hora de chegar minha vez.
    Fiquei curiosa porque todo mundo recomenda e com sua resenha fiquei com uma impressão melhor ainda. A capa é belíssima também.

    ResponderExcluir
  18. Uau!
    Adorei a resenha ><'
    Não conhecia realmente a história e confesso que não curti A Menina que Roubava Livros. Sei lá, não era pra mim XD
    Mas ainda assim essa história me instigou e comoveu. Tenho que aprender a não julgar um autor por apenas um livro (:
    Adorei o modo como colocou a história na resenha (:

    Beeeeijo.

    ResponderExcluir
  19. Nunca li uma resenha deste livro, vejo por ai algumas, mas nunca parei para ler e me surpreendi, concordo com vc, ele com certeza merece mais de 5 estrelas, minha noa paixão: Markus Zusak!!!!

    ResponderExcluir
  20. Ainda não li nada do autor, mas adorei sua resenha! Gosto muito de livros que emocionam, então tenho a sensação que irei gostar bastante do livro!

    ResponderExcluir
  21. Eu nunca tinha visto o livro, mas a resenha esta ótima e me chamou a atenção para o livro acho que o livro deve ser muito bom e eu gostaria muito de ler ele.

    ResponderExcluir
  22. Amei o livro, e ele certamente entrou para a minha lista dos preferidos. A maneira como Markus Zusak usa a comédia e o drama é fascinante, sem contar na mensagem que a história passa. Muito bom mesmo!
    http://efeitosliterarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir